CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!


CLICK!
:: JAMES HAWKER ::











James Hawker

O SURFISTA QUE GOSTA DE DESENHAR KAYAKS


James Hawker


James Hawker

James Hawker começou nesta andanças graças à influência do seu pai, Andrew Hawker. Foi ele que, logo aos oito anos de idade, lhe ofereceu um kayak. A partir daí, James nunca mais parou. Hoje, com 24 anos de idade, James é engenheiro mas o kayaksurf está entre as suas prioridades. Desenvolveu um estilo muito próprio em que concilia manobras de freestyle – que tão bem executa – com o mais puro surf. Com este perfil, não é pois de admirar que James eleja Edu Etxeberria como um dos seus craques favoritos. O kayaksurf.net concorda plenamente. Edu é um prodigioso do kayaksurf. Mas voltemos a James. Curioso e inventivo, criou uma marca própria de surfkayak – a Future Kayaks. Desenhou vários modelos e no último mundial de kayaksurf (Costa Rica 2005), surfou com dois modelos da Future Kayaks. Provou que sabia surfar e que sabia moldar. Obteve o segundo lugar em IC (medalha de prata) e foi quarto em HP. Foi também em 2005 que se sagrou como primeiro no ranking inglês de kayaksurf em ambas as classes – IC e HP. Neste momento, para além de andar afincadamente a treinar para o Mundial do País Basco, James é o actual campeão da Inglaterra em IC e começou 2007 a ganhar a prova de Bigburry (6 de Janeiro) na classe HP batendo, entre outros, Darren Bason (2º) e Steve Bowens (3º). Com este currículo, justifica-se o interesse da MEGA KAYAKS ao convidar James para o seu team. Para além de ser uma excelente surfista, apresenta-se como uma mais valia no campo do design. Resultados? O novo RESURECTION da Mega já tem a sua assinatura. Uma carreira a acompanhar cada vez com mais atenção…

KAYAKSURF.NET - Olá James, em primeiro que tudo, parabéns pela tua primeira vitória deste ano em Bigbury (SW da Inglaterra). Quando é que o kayaksurf surgiu na tua vida?

JAMES HAWKER – Eu comecei na canoagem há 16 anos quando tinha 8 anos de idade. O meu pai (Andrew Hawker) comprou-me um Rotobat e levou-me para uma piscina. Mais tarde, comecei no kayaksurf num velhinho P&H Surf Shoe. Tive o meu primeiro Mega Jester com 12 anos e participei num prova de kayaksurf pela primeira vez aos 13 anos.

Qual é a tua experiência noutras vertentes da canoagem?

Eu ando muito de kayak, principalmente agora, que vivo em Plymouth (cidade costeira SW da Inglaterra). Também gostava de começar a participar em provas de freestyle mas, nos dois últimos anos, as datas das provas têm coincidido com as de kayaksurf e o kayaksurf, será sempre a minha prioridade.


James Hawker também gosta dos rios mas o kayaksurf está no topo das suas preferências
Rio Dart - Fotos: Jim Ottaway - www.3rider.blogspot.com + www.aswatersports.com,


Na Costa Rica conseguiste a medalha de Prata em IC e foste finalista na classe HP. Imagino que tenhas tido um heat espectacular com o Darren (que venceu em HP)! Conta-nos como tudo correu…

Fui mesmo muito bom ter conseguido chegar às duas finais. Tive uma onda de sorte durante todo o campeonato. Infelizmente, adoeci na noite anterior à final e senti-me realmente muito fraco durante as finais – tinha passado a noite toda em claro com febres altas e a tremer por todo o lado. Aproveitei-me bem de todo o Red Bull à borla que tinham por lá e algum iboprufen mas, na realidade, não estava em condições de surfar ao meu melhor nível. Os resultados até podiam não ter sido muito diferentes mas teria dado o meu melhor ou, pelo menos, sentiria que tinha dado o meu melhor. Fiquei muito desiludido com toda a situação.

E o campeonato britânico de kayaksurf de 2006?

Fiquei contente por ter sido o vencedor na classe IC e por ter chegado à final nos HP. Este ano, andarei a surfar com um IC como treino para o Mundial (Bakio/Mundaka) mas participarei nas duas classes. Fiz uma surf trip espectacular à Irlanda. Fui com o meu pai (Andrew Hawker) e depois da prova de Bundoran encontrámo-nos com o Dessie McGlinchey que nos levou a conhecer um spot chamado Tullen Strand (alguma provas do Mundial de Irlanda foram disputadas lá). As ondas são de bom tamanho e muito boas de surfar. Foi uma das melhores ondas que já surfei e acho que foi lá que fiz a minha melhor sessão de kayaksurf de 2006.


James Hawker


Agora, sobre Portugal, ficaste satisfeito com a tua participação?

Eu gostei de Portugal e achei que o formato da prova resultou bem. O Rusty (Sage) investiu muito nesta ideia de criar uma Taça do Mundo que, felizmente, irá ficar como uma prova regular. Fique satisfeito com os meus resultados – O Dave Johnston venceu-me à justa no meu último heat ao conseguir sacar uma bonita onda no outside. As condições estavam um bocado duvidosas e foi um daqueles heats em que tens que decidir – ou ficas no inside e surfas as ondas mais pequenas ou, ansiosamente, esperas no outside pela onda que te poderá dar a vitória no heat (que pode ou não aparecer). O Dave esteve sempre em forma durante toda a prova e sempre conseguiu encontrar grandes ondas.

E o que é que achaste da praia de Peniche?

A praia era boa e há spots fantásticos naquela zona mas alguns estavam cheios de gente – no dia em que chegámos, ouvimos dizer que um surfista de longboard tinha saltado para cima de um bodyboarder e a coisa acabou mal e nós, procurámos sempre evitar confusões. Eu e o meu pai levantámo-nos um dia de manhã e fomos até uma praia chamada Ferrel. Fizemos lá ondas espectaculares e só tínhamos mais dois surfistas na água. Foi bom termos sempre tido opções em várias direcções e, mesmo com ventos fortes, houve sempre ondas de qualidade no offshore.


James Hawker a surfar em Peniche - Lagide (Outubro 2006)


E Portugal… conhecias? O que é que achaste?

Foi a primeira vez que surfei em Portugal. As ondas eram potentes e muito boas, tal como eu esperava. Também gostei do país.

A tua selecção estará este ano no Mundial (País Basco). Quantos elementos é que vocês levam até Mundaka/Bakio?

Nós contamos levar uma equipa completa. É muito fácil chegar ao País Basco desde a Inglaterra e, devido a esse facto, teremos mais kayaksurfistas a tentarem a qualificação para a selecção.

Eu li um artigo muito interessante que escreveste para a BCU (Associação Britânica de Canoagem) acerca das manobras no kayaksurf. Que tipo de colaboração é que tens neste momento com a BCU (secção de kayaksurf)?

Eu não posso dizer que sou o autor desse artigo – acho que foi o Robbie Lines que o escreveu mas também posso estar enganado. O Chris Harvey é que mantém a informação no site. Eu não colaboro muito com a secção de kayaksurf mas o meu pai é que costumava colaborar muito com eles e ainda faz parte do Comité que organiza os Mundiais.



No ano passado, em Mundaka (tal como nos anos anteriores), o júri do campeonato era constituído por surfistas (pessoal das pranchas). O que é que achas desta ideia – também defendida por Darren Bason - em recorrer a júris do surf para as provas de kayaksurf?

É melhor do que outras opções e vale a pena o investimento. Eu gosto muito da forma como o Campeonato de Mundaka é organizado e estarei lá de novo em Abril (21 e 22) para a minha terceira participação. Eu acho que o mais importante é a consistência e essa é conseguida utilizando a mesma equipa de júris de surf durante toda a prova.

Fala-nos agora da Future Kayaks (criada por ti). Quando é que apareceu, que kayaks produziu e se ainda existe como empresa…

Eu estava habituado a fazer todos os meus kayaks sobre o nome de “Future Kayaks”. Na Costa Rica, surfei o meu próprio HP e IC e tive grande sucesso com esses modelos. Agora, sou patrocinado pela MEGA (desde Maio de 2006) e acompanho o desenvolvimento de novos modelos e ideias, algumas delas em kayaks que eu próprio moldei. Sinto a falta de moldar mas era uma actividade muito cara e que me roubava muito tempo. Estou muito feliz com esta colaboração com a MEGA. Fizeram um trabalho magnífico com o último modelo que desenhei e têm sido muito abertos e receptivos a novas ideias. O meu modelo (RESURECTION) deverá estar pronto em breve para produção e espero que seja bem acolhido.


Sequência de James Hawker em Bundoran


E este novo modelo da MEGA, o Resurection, como foi a tua colaboração?

Desenhei-o há um ano, pouco tempo antes do entrar para a Mega. Recentemente, decidi que queria um kayak mais confortável e permissivo. Um que me permitisse adoptar uma postura mais forte de forma a evoluir em manobras mais arriscadas e que possibilitasse melhores finalizações. Neste momento, está ser ligeiramente modificado antes do início da sua produção. Fiquei muito satisfeito com o primeiro protótipo feito pela Mega mas pensei logo em algumas alterações que ainda podia fazer. A traseira terá um pouco mais de volume, o cockpit será ligeiramente rebaixado na parte de trás e ainda será um bocadinho cortado no rebordo lateral que une as duas partes a toda a volta.


O RESURECTION (ainda em fase de aperfeiçoamento) é o primeiro modelo criado por James para a MEGA


E agora que fazes parte do Team Mega, na tua opinião, como vês a evolução dos surfkayaks… inovadores?

Houve uma forte evolução nos dois últimos anos mas acho que ainda há muita coisa para explorar no que diz respeito aos designs dos surfkayaks. Acho que será interessante assistirmos até onde é que esta diminuição no tamanho dos surfkayaks chegará (tem sido esse o caminho percorrido pelos últimos modelos).

Em que classe te sentes mais confortável a surfar?

Eu ando mais regularmente com os HP mas também gosto de surfar a classe dos IC. São os dois muito diferentes e, durante a competição, a mudança pode ser dura.


O surf de James destaca-se pelo estilo que lhe incute com inúmeras manobras de freestyle


Tens alguma kayaksurfista que admires mais pela sua técnica e estilo de surf?

Há vários mas, se tivesse que escolher um que se destaca mais, seria o Edu Etxeberria (País Basco). Tem um estilo inconfundível que combina manobras de Freestyle e de surf de uma maneira impressionante.


James gosta bastante do surf de Edu Etxeberria (País Basco)

"...Tem um estilo inconfundível que combina manobras de freestyle e de surf de uma maneira impressionante.”


Já apanhaste algum susto dos grandes no mar?

Tenho tido muita sorte e nunca me senti verdadeiramente assustado num kayak.

Onde é que costumas surfar?

Geralmente, surfo perto de Plymouth (Wembury, Bovisand ou Bigbury) e também pela costa Norte perto de Newquay onde está o meu spot favorito – Mawgan Porth. Nos últimos anos, também temos ido com frequência até ao norte de Espanha, tanto às competições de Bakio e Mundaka como até à costa mais perto de Santander.


Jovisand e Bigbury - dois spots habituais onde James surfa


Qual foi o melhor spot onde já surfaste até agora?

É difícil de responder porque tudo depende das condições. Raramente encontras um bom spot nas condições ideais a não ser que seja o teu spot habitual (mais perto de casa). No entanto, a recente sessão que tive em Tullen, figura nos melhores locais onde já surfei. A costa Oeste da Irlanda é um grande destino de surf. Apresenta uma grande variedade de spots e orientações diferentes, bons fundos de areia e muita qualidade em fundos de rocha.

A tua manobra favorita…

Eu gosto bastante de grandes cut-backs com barcos IC. Também gosto da sensação de acabar uma manobra com perfeição – tenho uma série de novas manobras de finalização que espero aprender a tempo para as usar no Mundial de Mundaka.

Obrigado pela tua colaboração James. Até Mundaka!


VIDEO DE JAMES HAWKER


Compilação de imagens de uma surf trip por Espanha, França e Irlanda - 2004



SPONSORS DE JAMES HAWKER





Trabalho publicado em 9 de Fevereiro de 2007

Texto - Luis Pedro Abreu

Fotos - Andrew Hawker + Malcolm Pearcey + fotoreportagem.com + Jason Birt +

Jim Ottaway (www.3rider.blogspot.com + www.aswatersports.com)

Video - Simon Hawker




VISITA A SECÇÃO MEGA!





MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA GATH



MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA ROBSON





HOME
ORIGINS OF SURFKAYAK
GEAR
SIT-IN MODELS
SIT-ON-TOP MODELS
WAVE-SKI SECTION
GREAT INTERVIEWS!
PHOTOS
VIDEOS

HISTORY OF THE CHAMPIONSHIPS
MOVES
SURFKAYAKING RULES
CALENDAR OF THE CONTESTS
FULL REPORTS
NATIONAL RANKING
LINKS!
MORE LINKS

SURF ETIQUETTE
NEWS TEAM
COURSES AND FORMATION
GREAT PICS!
CREDITS
FORUM
NEWS SECTION
WEATHER & WAVES



Copyright 2006 Todos os direitos reservados - Luis Pedro Abreu

kayaksurf@gmail.com