CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!


CLICK!
CLICK!
:: PETE BLENKINSOP / WSKA ::









Pete Blenkinsop

Presidente da Associação Mundial de Kayaksurf



Pete Blenskinsop by foto-reportagem.com





Conhecemos Pete Blenskinsop há seis anos em Portugal. Nesse mesmo ano de 2005, o Campeonato de Kayaksurf de Peniche registou a participação de uma autêntica armada inglesa constituída por seis elementos (onde também vinha por exemplo, Malcolm Pearcey, Mr.Mega Kayaks). Chegaram, viram… e venceram com dois lugares no pódio. Essa prova culminava o circuito desse ano e foi aí que, curiosamente, ficámos a conhecer um jovem promissor… André Pinto. Mas voltemos a Pete Blenskinsop. O engenheiro inglês, hoje com 37 anos, já acumulava nessa altura uma grande experiência no kayaksurf. Ficou em terceiro no Mundial de 2003 (kayaksurf HP) e é uma presença habitual nos 13 primeiros lugares deste o mundial de 1997. Deve ser dos poucos kayaksurfistas mundiais que, desde 1995, não falha uma prova do campeonato do mundo nem dos britânicos “Home Internationals”. Falhou os de 2010 porque andava a remar pelo Grand Canyon norte americano… pois.

Há quatro anos que capitania e gere a selecção britânica de kayaksurf e, nos últimos três, acumula estas funções com as de Presidente da Associação Mundial de Kayaksurf (WSKA). As últimas actualizações regulamentares já são da sua autoria. Depois da entrevista com Jackie Dillon (presidente da Associação Mundial de Waveski), é a vez de abordarmos os mesmos temas com a Associação Mundial de Kayaksurf. Trabalhámos com o Pete na organização do Mundial de 2009 no Ocean Spirit e foi uma grande experiência. Apesar de profundo conhecedor da nossa modalidade, é notória a sua evasão em algumas das questões. O comentário às relações da WSKA com a Federação Internacional de Canoagem é disso um bom exemplo. Fica o registo de mais uma entrevista sobre o panorama mundial da nossa modalidade. Entretanto, daqui a uns meses, lá estará Pete nos EUA para ajudar na organização do Mundial deste ano. Por agora… vamos à entrevista!



www.kayaksurf.net - Olá Pete! Em primeiro que tudo… quando começaste a surfar com kayaks?

Pete Blenkinsop – Eu comecei na canoagem num clube local (1990), e depressa me juntei a um grupo que habitualmente surfava nas praias da região. No ano seguinte, o meu irmão levou-me para os surfskis. Fiz a minha primeira competição com o meu ski em provas de kayaks e de skis. Em 1993 e 1994, competi pela Inglaterra em dois eventos “Home Internationals” e, em 1995, representei de novo a Inglaterra no Mundial de Kayaksurf na Costa Rica com o ski. Também entrei com um kayak (foi a minha primeira prova com um kayak) e fiquei em 19ºlugar. Este foi o meu último ano com os skis em eventos de “kayaks”. No ano seguinte, mudei-me definitivamente para os kayaks.




Peniche 2005 / Portuguese Kayaksurf Finals / Gary, Pete, Darren, Malcolm, Robyn and Dave sit in the kayak / photo by kayaksurf.net



Lembraste da tua primeira vez em Portugal?

Foi quando eu e mais alguns amigos fomos até Peniche e participámos numa prova de kayaksurf em Agosto de 2005.

E agora acerca da AMKS (Associação Mundial de Kayaksurf)… quando foi fundada e quais os seus principais objectivos?

A associação foi fundada em 2003 aquando do Mundial de Kayaksurf na Irlanda. Criou-se principalmente para manter a continuidade dos eventos de nível mundial. Antes, tivemos alguns problemas em relação às regras locais de cada país onde realizávamos e também sobre o formato da prova. Daí a necessidade da formação da AMKS para criar um conjunto de regras gerais e para assegurar o formato das provas.




www.wska.com



Existem alguns contactos entre a AMKS e a AMWS (Associação Mundial de Waveski)?

Não, não mantemos nenhum contacto com eles. Não porque não queiramos mas somente porque ainda não surgiu a oportunidade.

A AMWS assinou um protocolo de cooperação com a Federação Internacional de Canoagem (FIC) em Janeiro de 2010. Qual a posição da Associação Mundial de Kayaksurf sobre este assunto?

Será bom para nós juntarmo-nos à FIC só porque a AMWS sente que será melhor para eles?

Mas a Associação Mundial de Kayaksurf mantém alguma intenção de se aproximar à FIC?

Nós já estivemos em contacto com a FIC algumas vezes e, até agora, ainda não achámos bom para nós juntarmo-nos. Talvez no futuro mas, por agora, não.



"A associação foi fundada em 2003 aquando do Mundial de Kayaksurf na Irlanda.

Criou-se principalmente para manter a continuidade dos eventos de nível mundial."














Pete Blenkinsop by Stuart McGlinchy



O kayaksurf.net foi fundado em 2002 e, desde essa data, nunca estabeleceu qualquer distinção (não no sentido literal, claro) entre um surfkayak e um waveski. Sabemos, no entanto, que há certos canoístas que mantêm algumas distinções entre estas duas formas de surfar…

Não tenho problema nenhum com qualquer um desses equipamentos, tanto como kayaksurfista como na pele de praticante de surfski. Como já vimos em algumas provas, quando estes dois equipamentos competem entre si, tudo depende do atleta, do material e das condições, para afirmamos qual o melhor. Tudo se resume a uma questão de gostos.

Em Portugal (tal como na Argentina, Galiza e Brasil, por exemplo), os circuitos nacionais incluem o kayaksurf e o waveski (o atleta pode até competir em várias categorias no mesmo evento). Como vês esta forma de organização?

Por vezes, também fazemos isso na Inglaterra mas, num evento como o Mundial… ainda não. Os waveskis já têm um evento próprio bem estabelecido (e foi por isso que os retirámos dos nossos eventos há 15 anos). Os nossos eventos já estão é com problemas para organizarmos tantas classes durante o tempo que temos para cada prova.




WSKA headquarters during the 2009 Worlds in Portugal - in the tower: Pete and Joey Hall / photo by kayaksurf.net



Que recordações manténs sobre o Mundial de Kayaksurf 2009 em Portugal?

Grandes festas todas as noites. Gostei da área VIP.

Expectativas para o próximo mundial de kayaksurf nos EUA…

Acho que será diferente (não teremos concertos musicais). Será mais como os anteriores Mundiais. Estou ansioso para que chegue essa altura (Outubro 2011). Nunca surfei na Costa Este dos EUA.

Explica-nos como irá ser a prova…

Não será muito diferente das anteriores. Os países poderão escolher os seus representantes como quiserem. Irá provavelmente desenrolar-se uma prova em que há uma listagem de participantes classe “individual” muito semelhante ao outro Mundial.



"Os waveskis já têm um evento próprio bem estabelecido

(e foi por isso que os retirámos dos nossos eventos há 15 anos)"














England Team / Portugal Surflkayak Worlds 2009 by kayaksurf.net



Há algumas alterações nas regras para o Mundial deste ano?

Há alguns pontos que mudaram, por exemplo, os coletes têm que ser certificados porque há muitos que usam coletes de “impacto” que não são mais do que uma fina camada de neoprene. Por isso, agora todos precisam de certificação. Os kayaks têm que ter material apropriado para garantir a sua flutuabilidade e não bolas de praia, globos insufláveis, etc.

Há também algumas regras que agora figuram no regulamento mas que já se aplicavam – não estavam eram registadas como os critérios de cada país, etc. As idades das classes “Masters” e dos “Grand Masters” mudaram ligeiramente porque havia uma ligeira secção de idades que não encaixava em nenhuma destas classes. Também alteramos alguma redacção (mas não muito desta vez).

Sabemos que há um projecto a ser desenvolvido para um novo site da WSKA. Quando estará online?

Muito brevemente. Mas a maioria da informação está em www.worldchampionshipsofsurfkayaking.com. Quando estiver online nós avisamos.





Surfkayak Worlds 2011 / Oficial website / www.worldchampionshipsofsurfkayaking.com



Como é que vês a evolução do kayaksurf no mundo?

Acho que se tornou solidamente grande nos últimos anos ao ponto de nós termos que efectuar alterações estruturais nas provas para que demorassem menos tempo e todos pudessem entrar. A maioria das pessoas não consegue estar numa competição mais do que 10 dias sem ficar desgastado e, muitas dessas pessoas só conseguem ter duas semanas de férias para um evento como este.

E como é que a AMKS estabelece contacto com os diversos países?

Neste momento, a comissão da Associação Mundial de Kayaksurf é constituída por nove pessoas de diferentes países competidores. Os restantes contactos são pela nossa "mailing list", pelos contactos que ficam das antigas competições, pelo Facebook e vários sites, como este.

Tu já és uma presença habitual no kayaksurf.net… segues o site?

Claro que sim!!!

Últimas palavras…

Estou ansioso para que chegue o próximo mundial de kayaksurf. Gostaria de relembrar a todos que a WSKA irá lá estar apenas para ajudar na competição e fazer com tudo corra bem. Saliento que todos somos voluntários e que fazemos isto por amor ao nosso desporto.

Obrigado Pete! E que tudo corra bem nos EUA ;)


SOME PHOTOS...





Pete Blenks by Kirstie Smith






Pete Blenkinsop by Jim Grossman




Pete Blenkinsop by MING




Trabalho publicado em 1 de Março de 2011

Texto - Luis Pedro Abreu

Fotos - Kirstie Smith / Jim Grossman kayaksuf.net / MING / Stuart McGlinchy / foto-reportagem.com





VISITA A SECÇÃO MEGA!





MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA GATH



MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA ROBSON





HOME
ORIGINS OF SURFKAYAK
GEAR
SIT-IN MODELS
SIT-ON-TOP MODELS
WAVE-SKI SECTION
GREAT INTERVIEWS!
PHOTOS
VIDEOS KAYAKSURF
VIDEOS WAVESKI

HISTORY OF THE CHAMPIONSHIPS
MOVES
SURFKAYAKING RULES
CALENDAR OF THE CONTESTS
FULL REPORTS
NATIONAL RANKING
LINKS!
ARTICLES

SURF ETIQUETTE
NEWS TEAM
COURSES AND FORMATION
GREAT PICS!
CREDITS
FORUM
NEWS SECTION
WEATHER & WAVES



Copyright / Todos os direitos reservados - Luis Pedro Abreu

kayaksurf@gmail.com