CLICK!

CLICK!

CLICK!

CLICK!

CLICK!

CLICK!

CLICK!

:: MAURÍCIO SOUZA ::







Select from Portuguese to English, French, Spanish, etc






Wave-ski - MAURÍCIO SOUZA

Hepta campeão do Brasil

Ao falarmos sobre o waveski no Brasil, surge-nos um nome incontornável: MAURÍCIO MARCOS DE SOUZA. Este comissário de bordo de 28 anos, sagrou-se campeão na modalidade por sete vezes (!!). Praticante desde 1989, Maurício iniciou-se pela canoagem mas considera o surf extremamente importante para a prática do wave-ski. Entre rotas e destinos aéreos, vai conseguindo competir e acredita que o mundial de 2004 de wave-ski – a ocorrer no Brasil – será uma alavanca determinante para elevar a modalidade. Já este ano, decorreu entre os dias 14 e 15 de Fevereiro a 1ª etapa do Circuito Brasileiro de Canoagem em Onda e Maurício Souza classificou-se na primeira posição da categoria wave-ski open. Um bom começo de 2004!

Kayaksurf.net – Visto salientares a importância do surf para a prática do wave-ski, quais as diferenças fundamentais que apontas entre as duas modalidades?

Maurício Souza – Sobre o wave-ski: 1° Estar amarrado; 2° Mais difícil de varar a arrebentação; 3° mais fácil de aprender a surfar a onda.

Para quem se que iniciar no wave-ski, quais as condições essenciais que apontas ao atleta?

Tentar aprender a remar primeiro com uma prancha com boa flutuação. É essencial fazer o duckdive (manobra do wave-ski em que o praticante enterra o bico da prancha para evitar a espuma inicial da onda) para varar a arrebentação e escolher um local onde as ondas sejam maislongas para treinar.





E sobre material, que conselhos é que dás sobre qual a melhor prancha para ondas?

Não existe a prancha ideal. A melhor prancha é aquela que tu melhor se adapta. Todas as pranchas funcionam , cabe ao atleta fazer com que ela funcione da melhor maneira possível. Eu, pessoalmente, gosto de pranchas estreitas e com pouca flutuação (imagem do lado) - o que para outros pode ser horrível...

Qual o preço médio de uma prancha de wave-ski - de boa qualidade – aí pelo Brasil?

Mais ou menos uns 500 euros...

Como comentas a evolução desta modalidade no teu país? E a nível mundial?

Aqui as coisas estão um pouco devagar mas acredito que até 2004 no mundial do Brasil tudo vai ser diferente. A nível mundial estamos conquistando aos poucos nosso espaço, acredito que mais alguns anos e teremos o nosso campeão mundial brasileiro.

E sobre patrocínios e apoios aos atletas... qual a adesão das marcas a esta modalidade?

Patrocínio é sempre uma coisa difícil de se conseguir... ainda mais num esporte ainda em ascensão, mas acredito que aos poucos as portas devem se abrir para esta modalidade também.

Das vezes que participas, quais os apoios (patrocínios) com que contas?

Já fui patrocinado por várias empresas mas, de momento, estou sem patrocínio.



#1 Maurício Souza

Que experiências mais marcantes guardas dos mundiais de wave-ski em que participaste?

Gostei muito do mundial de 1995 em França. Para mim foi o mais marcante, foi onde realmente tive uma lavagem cerebral.

Que mensagem deixas aos praticantes de wave-ski que por aqui passam?

Nunca desistam , porque o wave-ski não é esporte para fracos, tem que ralar muito e ter muita perseverança!



#2 Maurício Souza

Trabalho efectuado em Março de 2004

Texto- Luis Pedro Abreu

Fotos- Arquivo de M.Souza






VISITA A SECÇÃO MEGA!





MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA GATH



MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA ROBSON





HOME
ORIGINS OF SURFKAYAK
GEAR
SIT-IN MODELS
SIT-ON-TOP MODELS
WAVE-SKI SECTION
GREAT INTERVIEWS!
PHOTOS
VIDEOS

HISTORY OF THE CHAMPIONSHIPS
MOVES
SURFKAYAKING RULES
CALENDAR OF THE CONTESTS
FULL REPORTS
NATIONAL RANKING
LINKS!
MORE LINKS

SURF ETIQUETTE
NEWS TEAM
COURSES AND FORMATION
GREAT PICS!
CREDITS
FORUM
NEWS SECTION
WEATHER & WAVES



Copyright 2006 Todos os direitos reservados - Luis Pedro Abreu

kayaksurf@gmail.com