CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!
CLICK!


CLICK!
:: TAMSIN GREEN ::













Tamsin Green

Mais uma revelação do kayaksurf britânico

Tamsin Green - Santa Cruz, California 2007 - Foto: Vince Shay

Tamsin Green tem 32 anos e é um dos nomes fortes do kayaksurf britânico. Inglesa, professora de Geografia, divide-se entre a sala de aula e as ondas que percorre um pouco por todo o mundo.Já surfou nos EUA, Indonésia, Irlanda, Espanha, França e Portugal. Apaixonada pelo mar, vê no kayaksurf um grande futuro. Acredita que o número de praticantes continuará a crescer e, ao avaliar a evolução do design dos surfkayaks, as manobras mais radicais serão cada vez mais frequentes. A comprovar a sua boa forma e empenho, estão os resultados conseguidos por Tamsin nos últimos anos. Em 2006, sagrou-se vencedora no Campeonato Britânico de kayaksurf. Na Taça do Mundo, que decorreu em Portugal (Peniche, Outubro 2006) e na Campeonato deste ano de Santa Cruz (Califórnia, EUA) ficou em segundo lugar. Ainda este ano, sagrou-se vencedora em HP e IC no Campeonato de Mundaka. Com este currículo, não admira que faça parte de Mega Flying Squad juntamente com outros craques mundiais. Para já, só Tamsin e Roberta Borsari ocupam a ala feminina deste grupo mas Tamsin acredita que não há-se faltar muito para que tenhamos cada vez mais mulheres no kayaksurf.



Tamsin Green

www.kayaksurf.net - Olá Tamsin. Primeira na Inglaterra em 2006, segunda na Taça do Mundo em Portugal e este ano, segunda em Santa Cruz e primeira em Mundaka. Grandes resultados! Qual o segredo?

TAMSIN GREEN – Acho que tudo se deve à determinação e concentração que devemos aplicar nas diversas situações. Devemos sempre esforçar-nos ao máximo e, em cada sessão de kayaksurf, tentar sempre aprender mais alguma coisa. Também luto para que a diferença entre a experiência técnica entre homens e mulheres seja cada vez mais reduzida…

Tu já surfaste em muitos locais fora da Inglaterra (Indonésia, França, País Basco Portugal, Irlanda, EUA…). Qual foi o sítio onde mais gostaste de surfar?

No ano passado, surfei em spots muito bons e seria difícil escolher o melhor. Gostei muito de surfar em Lagide (Peniche) antes da Taça do Mundo na altura em que estava grande e limpo. A Indonésia foi espectacular. Do cimo de uma onda limpa de 3 metros, podiam ver-se os corais no fundo do mar dada a transparência e pouca profundidade do mar. Outro dos meus spots favoritos é Magehroarty (Irlanda) e, claro, o meu spot habitual em Northumberland



Magehroarty (Irlanda) e Northumberland (Inglaterra) - alguns dos spots favoritos de Tamsin



E agora acerca de Portugal… gostaste de surfar por cá?

Portugal foi uma grande experiência. Estar envolvida nas Home Internationals (Taça Inglesa) e na Taça do Mundo, foi muito bom e estou muito orgulhosa disso. Surfei grandes ondas pessoas fantásticas…



Tamsin em prova durante a Taça do Mundo de Kayaksurf - Peniche Outubro 2006



Tu fazes parte da "Mega Flying Squad" (juntamente com outros kayaksurfistas). Sentes que tens mais responsabilidade nos ombros devido a este apoio da Mega?

É muito bom fazer parte da "Flying Squad" mas não sinto nenhuma pressão devido a esse facto. Eu quero ser a melhor e isso deverá visto como um motivo para que faça parte da "Flying Squad"...



Tamsin com alguns elementos da MEGA FLYING SQUAD este ano em Santa Cruz, Califórnia.



Como é que geres a tua actividade profissional (professora de Geografia) com todas as viagens e provas de kayaksurf?

Neste momento, tenho a sorte de estar efectiva e dar aulas perto de casa no nordeste da Inglaterra. Isto permite-me ter alguma flexibilidade em relação às competições e às viagens. Portanto, é tudo uma questão de trabalhar, poupar algum dinheiro e depois, viajar.

Começaste na na canoagem com 19 anos. Que experiências tiveste neste desporto que te ajudam agora no kayaksurf?

Eu acho que toda a experiência adquirida na canoagem nos ajuda um bocado. Eu comecei nos rios e na maratona. Antes do kayaksurf, passei pelo freestyle que me ajudou a evoluir muito no rio. Dominar a sensação do medo também ajuda.

E agora, costumas fazer águas bravas?

Eu gosto muito de fazer águas bravas e de ir até à Escócia fazer umas descidas. Também costumo ir até aos Alpes fazer uns rios.



Tamsin a competir em Santa Cruz, Califórnia - Foto: Vince Shay



O kayaksurf.net - e estou certo de que outras páginas igualmente dedicadas ao kayaksurf - tem cada vez mais visitas comprovando o interesse à volta da modalidade. Como é que vês o futuro do kayaksurf?

Eu acho que, actualmente, o kayaksurf é uma das vertentes mais espectaculares da canoagem e em que os praticantes dão o máximo. Acredito que este desporto continue a atrair cada vez mais gente e, esperemos, cada vez mais mulheres e juniores. Também acho que há muitos ansiosos por levar o kayaksurf a ondas maiores. Há cada vez mais manobras radicais a serem executadas e os surfistas de prancha já se aperceberam de que os nossos surfkayaks estão mais do que aptos para o surf. A evolução no design dos kayaks também ajuda muito e há cada vez mais kayaksurfistas a viajar pelo mundo e eu também quero fazer isso.

Já que falas em kayaks... quais os teus favoritos para surfar?

Eu adoro o meu Reflex (2007). Permite-me mesmo evoluir no meu surf e, depois de Mundaka, quero ver se pratico um pouco mais nos IC's.



MEGA REFLEX - o favorito de Tamsin para surfar



E na tua opinião, como é que vês esta evolução no design dos surfkayaks?

Eu estou a gostar da maneira como eles estão a evoluir porque nos permite surfar de uma forma mais aproximada ao estilo das pranchas pequenas. O que eu mais adoro no meu Reflex é que é rápido na partida e mantém a velocidade na onda. É muito leve e reactivo.

Este ano, em Mundaka (tal como em anos anteriores), o júri da prova foi constituído por surfistas de prancha. O que é que achas desta ideia - também defendida por Darren Bason - em recorrer ao pessoal do surf para julgar provas de kayaksurf?

Eu acho isso é uma opção muito boa porque nos permite ter consistência no júri durante toda a prova. É essencial para que o nosso desporto atinja um patamar superior. Eu gostava muito de ver uma prova de kayaksurf com o mesmo nível de organização à escala de uma de surf. Também acho importante que os júris vão evoluíndo à medida do kayaksurf de forma a que as manobras mais agressivas de surf sejam correctamente mais pontuadas (deverão ser valorizadas as manobras mais críticas em vez do simples surf em direcção à praia).



Tamsin a competir em Santa Cruz, Califórnia - onde ficou em 2º lugar. Foto: Vince Shay



E na tua opinião, como é que vês esta evolução no design dos surfkayaks?

Eu estou a gostar da maneira como eles estão a evoluir porque nos permite surfar de uma forma mais aproximada ao estilo das pranchas pequenas. O que eu mais adoro no meu Reflex é que é rápido na partida e mantém a velocidade na onda. É muito leve e reactivo.

Qual foi o maior susto que apanhaste no mar?

Foi ter batido com a cabeça enquanto evitava uma parede de rocha ao cair de uma onda de quase dois metros em Dreamlands, Bali (Indonésia). Se tivesse ido dois metros quer para a direita quer para a esquerda, de certeza que me teria morrido com o impacto. Assustador!!!!!!!



Tamsin na Indonésia - Agosto 2006



Tens algum kayaksurfista em especial que admires mais pela sua técnica e estilo?

Todos os que me ajudaram e partiharam comigo umas ondas e uns bons momentos. Todos nos conhecemos e não seria justo destacar entre todos um só nome. Agradeço a todos os que me deram conselhos e se riram com os meus malhos.

Onde é que habitualmente surfas?

Os meus spots habituais em Northumberland são sempre divertidos e onde surfo mais com os meus amigos. Para além desses, gosto particularmente de França e Espanha.



Tamsin e Dan Green em Bali - Indonésia - Agosto 2006



A tua manobra favorita...

Grandes cutbacks e quero sacar aéreos!!!!!!

Sites de kayaksurf favoritos...

www.surfkayaks.com, www.tamsingreen.net e, claro, www.magicseaweed.com.

Conhecias o kayaksurf.net?

Grande site com actualizaçoes regulares e fotos.



Tamsin a competir em Santa Cruz, Califórnia - Foto: Vince Shay



Por vezes, recebo alguns mails de pessoal a reparar que não há miúdas no kayaksurf! Ajuda-me a explicar isto...

Ao princípio, o kayaksurf é difícil de começar - pode ser visto com frio e molhado. Através da mudança desta imagem do kayaksurf, eu acho que veremos cada vez mais raparigas neste desporto.

Contamos de novo contigo em Portugal?

SIM.

Por fim, algumas sugestões para quem quer iniciar-se no kayaksurf...

De início, tentem experimentar num spot sossegado. Contactem algum clube local de kayaksurf e aconselhem-se bem e, acima de tudo, divirtam-se.

Obrigado Tamsin! Boas ondas para Mundaka!





Várias aventuras de Tamsin por França, Bali e Portugal





VÍDEO PROMO DE TAMSIN GREEN







Tamsin a competir em Santa Cruz, Califórnia - Foto: Vince Shay



SPONSORS DE TAMSIN GREEN








Trabalho publicado em 31 de Maio de 2007

Texto - Luis Pedro Abreu

Fotos - Dan Green + Tim Harvey + FOTOREPORTAGEM.COM +

Malcolm Pearcey MEGA KAYAKS + VINCE SHAY

Vídeo - NISURFKAYAK.COM









VISITA A SECÇÃO MEGA!





MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA GATH



MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DA ROBSON





HOME
ORIGINS OF SURFKAYAK
GEAR
SIT-IN MODELS
SIT-ON-TOP MODELS
WAVE-SKI SECTION
GREAT INTERVIEWS!
PHOTOS
VIDEOS

HISTORY OF THE CHAMPIONSHIPS
MOVES
SURFKAYAKING RULES
CALENDAR OF THE CONTESTS
FULL REPORTS
NATIONAL RANKING
LINKS!
MORE LINKS

SURF ETIQUETTE
NEWS TEAM
COURSES AND FORMATION
GREAT PICS!
CREDITS
FORUM
NEWS SECTION
WEATHER & WAVES



Copyright 2006 Todos os direitos reservados - Luis Pedro Abreu

kayaksurf@gmail.com